Você tem uma empresa, um logotipo, uma identidade visual, uma linguagem e outras características só suas, certo? Ou seja, você tem a sua marca. E ela é o seu bebê: lindo, perfeito, simpático, um amor. Todo mundo acha também, né? Nem sempre! A visão das outras pessoas pode não ser tão alinhada com a sua.

Mas saiba que, com uma boa gestão de marca, ela pode ser, não um bebê, mas uma parceira para os clientes reais e em potencial. Confiável, envolvente, a qual querem abraçar, apresentar para a turma e até para mãe — dizendo que vão querê-la para sempre.

Certamente, é o que você deseja para seu negócio. Então, conheça o branding e veja 4 razões para pegar o primeiro avião (com seu bebê) com destino à felicidade.

Branding: a construção de uma marca-crush

Essa estratégia tem como objetivo deixar a empresa com a moral lá em cima com as pessoas interessantes a ela. Para isso, a gestão de marca executa ações como:

  • Construção de cultura de marca, a sua vibe;
  • Otimização dos investimentos;
  • Criação e direcionamento de uma dinâmica de comunicação voltada à da reputação do negócio;
  • Conceituação de uma empresa que pensa e age fora da caixa;
  • Pesquisa interna e externa para direcionamento das energias da galera envolvida;
  • Transmissão de valor além-financeiro da brand.

4 razões para investir na gestão de marca

1. Pensar e agir fora da caixa de fato (o pessoal está se batendo dentro dela)

Geralmente, o investimento em branding é um dos primeiros no qual se passa a tesoura quando o momento da empresa não é bom. Aliás, algumas marcas sequer entram nessa onda por medo de não terem resultados ou de gastar demais — os corais do mercado.

Então, saia da caixa — como muita gente também faz ou já fez — e deixe os demais se debatendo lá em círculos. Diferencie-se fazendo a comunicação com as pessoas e vendo as outras marcas, paradas, só pelo retrovisor. Antes e ao contrário delas, sua empresa estará chegando junto e conquistando os espaços que estavam vazios.

2. Desligar o telefone sem fio

Pessoas fazendo a caveira do seu negócio por aí podem lhe tirar muitos clientes em potencial. E uma forma de facilitar que isso ocorra é não fazendo nada.

Por meio do branding, sua marca fala por si e faz com que as pessoas que fizerem o mesmo falem bem. E, no caso de alguém tentar passar o caô, a estratégia executada pode eliminar sua propagação ou pelo menos servir de resposta.

3. Arrasar os corações

Quando a sua marca é atrativa e sabe expor isso a todos, não somente os clientes se apaixonam por ela — o negócio também consegue atrair e reter talentos profissionais, investimentos, bons fornecedores… Em suma, agentes de crescimento diversos, importantes para o lado brand da força.

4. Mais valor, mais moral, mais grana

Obviamente, uma empresa mais atrativa, com valor além-financeiro exposto e bem trabalhado e brother — que bate-papo com o público — venderá mais. Pois, além de atrair mais possíveis clientes, estará de mãos dadas com os já adquiridos.

E mais, com tanta percepção de valor, confiança e emoticons carinhosos das pessoas para seu negócio, é possível manter os clientes mesmo praticando preços maiores que o da concorrência.

Então, saia das sombras e estabeleça uma marca que encanta e conquista seguidores, stalkers, lovers e não permite que existam haters.

E agora que você leu sobre a gestão de marca e por que deve adotá-la para dar um up em loop infinito na sua empresa, fique por dentro do Inbound Marketing. Saiba por que a sua estratégia Inbound deve começar agora.