Antes de dar start em qualquer planejamento de uma estratégia de Inbound Marketing, é fundamental que o objetivo a ser alcançado e as métricas que serão acompanhadas já estejam definidas, pra ficar de olho na efetividade de cada uma delas.

Estas métricas, também conhecidas como KPIs (Key Performance Indicator), servirão para analisar o desempenho das campanhas nos diversos canais utilizados e também vão dar toda a base para a mudança de estratégias sempre que for preciso.

Confira algumas métricas fundamentais que devem ser acompanhadas em qualquer estratégia de Inbound Marketing, independentemente do tamanho ou do segmento de sua empresa.

 

1. ROI

Se você já realizou qualquer campanha de marketing, seja de Inbound ou de Outbound, provavelmente já ouviu falar dessa famigerada sigla. Pois é, ela significa Return On Investiment — Retorno sobre Investimento, em bom português — e é muito fácil de ser calculada. Tudo o que você tem a fazer é seguir a fórmula abaixo:

ROI = Receita – Investimento / Investimento

Para um resultado ser considerado satisfatório, ele deve ser maior ou igual a um. Se quiser esse mesmo resultado em porcentagem, é só pegar o valor final e multiplicar por 100.

 

2. Taxas de conversão

No Inbound Marketing, esta palavra é usada a torto e a direito, já que a conversão do usuário de um estágio para outro faz parte da essência do Inbound, indicando o grau de efetividade dos canais utilizados em sua estratégia.

A forma como estas taxas de conversão são calculadas variam de acordo com o canal utilizado e podemos compreendê-la da seguinte maneira:

Conversão em landing page

CLP = Total de leads convertidos / total de visitantes

Conversão de download de materiais

CD = Total de downloads realizados / total de visitantes

Conversão de e-mail marketing

CEM = Total de vendas realizadas / total de cliques recebidos

Conversão de mídias sociais

CMS = Total de acessos de cada rede / leads que foram convertidos

 

3. Custo por visitante

Mais importante do que saber quantos visitantes acessaram seu site é ter consciência de quanto cada um custou para a sua empresa. Fazer este cálculo também é simples: você deve pegar todos os investimentos no site e os valores gastos com campanhas para divulgá-lo e, em seguida, dividir pelo número total de visitantes.

Se seu custo estiver muito alto, talvez, você precise rever suas estratégias ou até mesmo readequar seu site e sua hospedagem.

 

4. Taxa de rejeição

Este é um indicador fundamental a ser observado em sites e blogs, pois a taxa de rejeição representa o volume de pessoas que deixaram a sua plataforma sem realizar interação alguma. Isso quer dizer que uma taxa alta indica problemas com o engajamento e com o conteúdo apresentado no site ou no blog.

Busque elaborar e desenvolver conteúdo relevante para o perfil do seu cliente, que seja útil e interessante, com português impecável e linguagem mais leve e direta possível. Seguindo estas dicas, e conhecendo os interesses de seu público de maneira profunda, você dificilmente terá problemas com rejeição.

Gostou deste post? Quer mais informações sobre estratégias de gestão? Aproveite para conferir este post sobre branding, para dar uma turbinada na sua marca e para conquistar seu público.