Rotina

Como aproveitar a Black Friday sem entrar numa fria?

Não é de hoje que os consumidores brasileiros sofrem com as fraudes do maior evento de descontos do mundo, a Black Friday. Mas, por que isso acontece ano após ano aqui no Brasil?

Por que mesmo sendo tão conhecida e aguardada, em todas as edições, constatamos situações de consumidores lesados, descontos forjados entre outras pegadinhas?

Essas questões nos inspiram a tentar entender o que leva estas empresas a insistirem em confundir ou até enganar seus clientes. Na busca por respostas, encontramos algumas alternativas para o consumidor ficar mais atento perante as promoções e evitar ciladas.

Se você quer saber como aproveitar as ofertas quentes da Black Friday sem entrar numa fria, fica com gente!

Watch Out Lol GIF by Salon Line - Find & Share on GIPHY

 

Entendendo as origens da Black Friday

A Black Friday, surgiu nos Estados Unidos e ganhou popularidade no Brasil há alguns anos. A data é estratégica para as marcas. Em 2018, só nos EUA, foram gastos mais de US$ 717 bilhões em compras. No Brasil, em 2017 foram movimentados mais de R$ 2 bilhões e em 2018, esse número cresceu 4,7%.

A expectativa para esse ano, segundo dados do E-bit, é que a Black Friday brasileira deve ter uma alta de 27% nas vendas em comparação com o ano passado!

– dados divulgados pelo Site Seguro.

 

Black Friday em terras brasileiras

Apesar do grande volume de vendas, elevar os preços antes da data para depois oferecer um desconto ‘mais vantajoso” é, infelizmente, uma prática ainda comum no Brasil. Muitas empresas não estão aptas a oferecer liquidações que sejam realmente interessantes e acabam causando uma crise de imagem tanto para o evento quanto para a própria marca.

Isso porque, hoje em dia, os clientes estão mais atentos às fraudes e têm mais acesso às informações. Qualquer tentativa de enganar o consumidor pode ser facilmente descoberta e se tornar um problema irreversível.

 

E por que as marcas pagam esse king-kong em plena Black Friday?

Algumas empresas acabam desenvolvendo estas estratégias enganosas porque não sabem como verdadeiramente aproveitar a Black Friday como oportunidade para renovar seus estoques. Perdem a oportunidade de fidelizar clientes com alguma promoção exclusiva e também deixam de cativar novos públicos.

Para somar, existe a falta da tradição americana e, muitas vezes, a real necessidade de compra por parte dos consumidores. Afinal, enquanto nos EUA, as ofertas são realmente incríveis, com descontos que chegam a 90%; por aqui, o que percebemos são descontos que servem como um estímulo para o consumidor comprar algo, simplesmente, para aproveitar a super liquidação, que muitas vezes, nem é tão super assim.

Supermarket Sweep GIF - Find & Share on GIPHY

 

E como não cair nas ciladas da “metade do dobro”? 

Fuja do famoso “pela metade do dobro”. Compare o histórico de preços dos produtos que pretende comprar e analise qual era o valor nos meses anteriores. Assim é possível saber se o preço subiu e se os descontos fazem sentido. Alguns sites e-commerce permitem ver o histórico de preço dos produtos.

Nas compras online, a dica é ficar de olho no preço do carrinho, pois no momento de confirmação da compra, pode ser que mostre o valor inteiro do produto. Isso é uma atividade um tanto comum entre as lojas e o consumidor pode reclamar no Procon.

Nas compras que envolvem frete, atenção ao abuso nas taxas cobradas e também nos prazos de entrega. Pode acontecer de o valor do frete ser bem mais caro que o normal e o prazo para entrega ser mais longo.

Outra fraude que você pode evitar é o da venda casada. Considerada abusiva pelo Código de Defesa do Consumidor, a prática limita o desconto apenas se o cliente adquirir algum outro produto agregado, como por exemplo a garantia estendida.

  • Investigue vídeos, posts, stories, anúncios digitais, sites e todas as mídias que puder encontrar. Repare se há relatos ou avaliações sobre experiências de compras e qualidade dos produtos que você tem interesse.
  • Faça uma reflexão se você realmente precisa desse produto e dê prioridade para aquela compra realmente necessária. O momento é de se preparar e não de gastar todas as suas economias. 

Supermarket Sweep GIF - Find & Share on GIPHY

 

 

Onde encontrar mais informações para evitar as ciladas? 

Sempre que tiver alguma dúvida, você pode acessar o Código de Defesa do Consumidor e o Procon de sua cidade. No site www.consumidor.gov.br, do Ministério da Justiça, também é possível verificar quais são as reclamações já feitas sobre lojas e sites. Antes de realizar sua compra, procure saber quais foram os problemas que outros consumidores enfrentaram.

 

E por fim…

Esperamos que após todas estas dicas, nossos leitores possam comprar na Black Friday e aproveitar as ofertas sem medo! Lembre-se das dicas e anote-as para memorizar se for preciso. O que não vale, é cair em fraudes e passar nervoso. Esteja atento e boas compras!

Shopping GIF - Find & Share on GIPHY

 

 

E aí, gostou desse conteúdo?

Lembrou de alguém que precisa de dicas? Compartilhe!

Tem alguma experiência com compras na Black Friday pra compartilhar? Comente por aqui!

Até mais! 😉

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Translate »
Share This