Sua empresa já tem uma página no Facebook? Ainda não? Então, precisamos contar um segredinho (nem tão secreto assim) para você: mais de 100 milhões de brasileiros acessam essa rede social todos os meses. Já é um ótimo motivo para ter um Facebook corporativo, não é? Mas a gente vai além.

Vamos falar de 5 benefícios que uma página no Facebook traz para as empresas.

 

Perfil no Facebook X Facebook corporativo

O perfil no Facebook serve para você se conectar com os seus amigos. Ou seja, é uma conta pessoal. Já o Facebook corporativo, também conhecido por aí como página no Facebook ou fan page, serve para se comunicar com os seus clientes. É uma conta profissional que representa a sua marca. A primeira opção tem a limitação do número de amigos e a segunda fornece um monte de ferramentas boas para empresas e marcas, além de não ter limite de curtidas.

Curtiu? Então chega de conversa e vamos à parte que mais interessa.

 

Vantagens de um Facebook corporativo

1. Promova aquela química entre empresa e consumidor

Se você quiser um relacionamento mais próximo e profissional com os seus consumidores, é melhor fazer isso do jeito certo. Nada de criar um perfil para o seu negócio e pedir para as pessoas adicionarem sua empresa como amiga, ok? Quando as pessoas curtem a sua página no Facebook, elas passam a receber as suas atualizações na timeline delas quando você postar uma publicação. E mesmo quem não curte a página pode enviar mensagens privadas e deixar comentários nas publicações. Portas abertas pra trocar uma ideia.

Pense nas oportunidades para a sua organização! De conquistar clientes e possíveis consumidores! Esse tipo de comunicação dá espaço para ouvir o seu público, saber quem ele é e o que ele acha da sua marca. E quando chega uma crítica ou reclamação? Em vez de ficar na bad, procure entender o problema da pessoa, converse com ela. E o principal: diga o que você está fazendo para solucionar a situação.

Relacionamento é isso!

 

2. Use os posts de vários sabores

A participação das pessoas também vai depender do tipo de post que você vai publicar. Não é pra ser o animador de festa, mas tem que postar coisas que interessem o público. Ficar só publicando textão não dá, né? Você pode alternar entre posts com imagens e vídeos, deixando sempre uma descrição legal para o pessoal ficar com aquela curiosidade. Sem falar que dá para criar notas, ofertas e até fazer vídeo ao vivo. Você faz tudo isso rapidinho e sem enrolação.

E não se esqueça da criatividade! Use-a para estimular a audiência a se identificar com os seus valores. Desperte pensamentos do tipo “Vi que eles usam memes, uau! Eu amo memes! É uma marca que me representa.”

 

3. Faça um merchan da sua página

Se o número de likes não estiver agradando ou se quiser espalhar a sua página mundo afora, o Facebook facilita a criação de anúncios.

Com um assistente superintuitivo, fica facinho escolher o texto, imagem, público-alvo, orçamento e quanto tempo vai durar a campanha.

 

4. Dê um gás nas publicações

Sentiu que os seus posts não estão chegando a todos os seguidores? A rede do Zuckerberg tem a solução perfeita para isso: impulsionar publicação.

Seguindo um pouco o princípio dos anúncios, impulsionar uma publicação é um recurso pago que difunde um post para pessoas que curtiram a sua página ou outro tipo de público, de acordo com localização, idade e/ou interesses. Obrigado, segmentação!

 

5. Analise os seus resultados

Tenho certeza que você adora interpretar gráficos e números. pois é, consultando o Facebook Insights, você fica sabendo o número de visualizações de página, o alcance das publicações, como anda o envolvimento do público com os posts e muito mais.

Isso é uma mão na roda para conhecer melhor a sua audiência e descobrir o tipo de publicação que ela mais curte. Lembre-se que os posts bem direcionados são os que trazem os melhores re$ultados.

 

E aí, curtiu nossa lista de como o Facebook corporativo pode favorecer a sua empresa? Então continue com a gente e veja essas outras dicas sobre por que a sua empresa precisa de uma página no Facebook.