Quando uma empresa começa a trabalhar o funil de vendas, pode achar ela um pouco distante da sua realidade. Na loja física ou virtual você quer vender e oferece o seu mix de produtos ou serviços de forma direta. Não dá pra perder tempo e nem vendas. Por isso, a forma como o funil trabalha pode parecer fraca. Mas não é bem assim. Aperte os cintos e vamos seguir viagem no assunto!

A internet é uma área vasta e com muita gente. Ao mesmo tempo que atinge mais tempo com menos investimentos, ela atinge todos os tipos de público. Para que você consiga vender, é preciso atrair o seu público para a sua loja.

Para exemplificar, imagine que existe um estabelecimento em uma região longe do centro da cidade. Se você não sabe que ela está lá, como vai chegar até ela? Da mesma forma, o funil vai fazer isso com o seu site: vai arrumar formas de atrair pessoas interessadas em determinado produto, oferecer motivos para adquiri-lo e finalmente tomar a decisão de comprar com determinada empresa. E de que forma vai acontecer essa atração? Pelo conteúdo!

 

Conteúdo qualificado

As pessoas procuram tudo na internet. Desde receita de ovo pochê até como desentortar miniaturas de plástico, a primeira coisa que fazemos é dar aquela “googlada”. Vai acontecer a mesma coisa com os possíveis clientes.

Quando essas pessoas tiverem interesse em algum assunto, vão pesquisar na internet. Por isso, quando você quer aparecer e conquistar autoridade sobre determinado assunto, precisa trabalhar na geração de conteúdos relacionados. Isso vai desde um post simples no Facebook, ou até um textão explicando os motivos para se escolher copos de vidro ao invés dos de metal. As pessoas procuram o tempo todo por conteúdo e se você possuir um bom trabalho de SEO e inbound marketing, vai ter a isca perfeita. Claro, para fazer isso, vai precisar ter um bom planejamento de marketing digital.

 

Conteúdo para cada etapa

Como é uma atração, você não pode forçar as pessoas a já comprarem o seu produto de cara. O marketing tradicional é direto, prático e muitas vezes rude. O inbound marketing com o funil é indireto, sedutor, romântico. Ele respeita o cliente e o momento em que ele está. Por isso, para não cometer uma gafe e perder o seu “affair”, será preciso produzir conteúdos para cada etapa.

 

Topo do funil

Aqui é um chama geral de leads. Você vai ter que criar assuntos mais gerais e que possam atrair mais pessoas, porque depois isso vai afunilar e atingir menos pessoas. Você vai chegar em quem realmente interessa. Aqui você vai despertar o interesse e a necessidade sobre algum item, produto ou serviço.

Meio do funil

Nesse momento, você conseguiu despertar o interesse em determinado assunto e a pessoa vai começar a buscar soluções para o seu problema ou necessidade. O conteúdo vai precisar ser mais aprofundado, mas ainda sem oferecer ou indicar a sua empresa. Levante pontos que ajudem esse lead na escolha que ele fará e o levará para a última etapa.

 

Fundo do funil

Você seduziu o seu lead com o assunto, apresentou para ele argumentos para sanar a necessidade que surgiu e agora chegou a hora dele escolher. Agora é a hora de sua empresa brilhar! Aqui sim, você vai oferecer conteúdos relacionados aos seus serviços e benefícios. Tenha em mente que muitas empresas têm o mesmo que você, qual o seu diferencial?

 

Nesse ponto você já conquistou a simpatia do cliente, mas se não tiver um diferencial bacana, pode ficar sendo considerado apenas uma empresa legal. Então capricha na oferta e manda pra dentro essa conversão e transforme esse lead num cliente.

Trabalhando dessa forma, você vai conseguir atrair um público, fazê-lo fiel e fechar muitas vendas. Vai ser um investimento com ótimo retorno, pois vai ter a possibilidade de mensurar os resultados de forma real. Você vai conseguir acompanhar a jornada do cliente e em qual parte está havendo um problema para melhorar cada etapa. Assim, sua empresa vai utilizar bem o funil e garantir o aumento dos lucros.

O que achou do artigo? Deixe sua opinião nos comentários e saiba como destacar sua empresa usando marketing de conteúdo.