Se você chegou nesse texto, é uma pessoa antenada que já sabe o que é inbound marketing, a técnica de comunicação que tem como base a produção e compartilhamento de conteúdos. Quando essa técnica é utilizada nas vendas online, chamamos de Inbound Commerce. Vamos saber mais sobre isso.

 

Inbound Commerce

Uma das principais críticas ao inbound, é que seu ciclo de vendas é demorado e difícil de utilizar em um e-commerce. Essa opinião é um pouco ultrapassada, pois se bem trabalhado e feito de uma forma adequada é possível reduzir o ciclo de vendas e estimular a recompra com o funil de vendas. Outra coisa que não pode ser esquecida é a persona. Tudo deve ser feito de acordo com ela.

Se sua loja produzir um bom conteúdo e manter um ótimo relacionamento com os clientes, você vai se destacar da concorrência. Você vai se tornar uma autoridade no assunto, ganhando confiança do consumidor e isso vai atrair os consumidores.

 

A venda e o pós-venda

Uma boa estratégia de pós-venda e fidelização é possível de ser feita com o inbound, utilizando a automação do marketing. Você conseguirá com isso manter os consumidores ativos por meio de conteúdos de interesse deles, além de anúncios de remarketing do Google ou nas redes sociais.

Você pode utilizar as etapas do Inbound Marketing em seu site. Começa por rastrear o que o seu cliente está pesquisando para chegar até a sua loja, quais páginas e conteúdos eles estão acessando, até a compra final. Com isso, você consegue mapear o fluxo dos seus clientes para oferecer o conteúdo certo, no momento certo.

 

Automatizar para otimizar

Automatizando você consegue deixar sua equipe com mais tempo para se focar nas estratégias, enquanto a parte mais trabalhosa, fica com o sistema.

Com a automatização você consegue gerenciar muito mais fácil coisas como a nutrição de leads, envio de promoções, pedidos, abandono de carrinho e compras recorrentes.

E-mail de relacionamento, importante para o inbound commerce

 

Como converter no e-commerce

Uma das principais formas são as landing pages, que podem ser usadas de forma especial para instigar mais seu consumidor para a conversão. É como criar uma página sobre um determinado produto que é lançamento, mas sem mostrar o preço, somente após a conversão, ou seja, após ele completar um cadastro. Da mesma forma é possível fazer landing pages para campanhas e promoções específicas, sempre gerando uma expectativa para forçar o lead a ser gerado.

Ofertas e descontos imperdíveis também são uma ótima forma de seduzir os usuários a fechar com o seu site. Com isso, ele vai lhe passar alguns dados em troca do desconto. Lembrando que o conteúdo tem que estar de acordo com a persona da sua marca.

 

Como manter leads?

A taxa de abandono de carrinho costuma ser alta, em torno de 38%, segundo o Sebrae. Para que isso seja reduzido, sua loja precisa ter certificados e selos de segurança, o que faz com que o consumidor se sinta mais seguro na hora de fechar a compra.

Também é possível criar um e-mail automatizado, lembrando o consumidor de sua passagem na loja, quem sabe até oferecendo um benefício? Também são utilizadas táticas de remarketing para esse objetivo, o que dá muito certo.

Outra forma de utilizar o e-mail, é por meio de informações transacionais. Com isso, você vai criando um relacionamento mais fiel e duradouro com os seus consumidores e com isso, cai a taxa de abandono de carrinho e aumentar a taxa de conversão. Ou seja, a cada etapa e interação que ele faz com você, maior é essa relação, além dele perceber transparência a cada instante. E no final, não esquecer de agradecer pela compra e perguntar se foi tudo como o esperado. Claro, tudo isso pode ser feito com ferramentas automatizadas.

 

A taxa de conversão é a chave para o seu e-commerce, porque é mais barato vender para os seus visitantes atuais que para novos. Então invista seus esforços nisso e veja como o inbound commerce dá muitos resultados.