O facebook anunciou recentemente uma nova mudança no seu algoritmo, que promete mudar a organização do feed dos usuários para uma forma mais pessoal e menos invasiva. Mas, o que muda? E até onde isso pode impactar sua empresa? Veja aqui.

 

O que a mudança de algoritmo significa para as empresas?

Você deve estar pensando: Que raios é esse de algoritmo? Calma, antes de discutirmos como isso vai afetar as empresas eu vou te explicar o que é o algoritmo e como é que ele funciona.

O algoritmo é conhecido como EdgeRank e é um parâmetro de avaliação para tudo que é postado no facebook, ou seja, é um cálculo feito para determinar o que deve e o que não deve ser exibido para o usuário de acordo com a sua afinidade com a página.

Na imagem, o edgerank, algoritmo do Facebook.

Na imagem, a descrição do edgerank. Fonte: ZoopCreative.

 

E a mudança nesse método significa que de modo geral o conteúdo produzido pelas organizações terá uma queda relevante no alcance e consequentemente no engajamento e envolvimento. Essa mudança poderá encarecer a publicidade feita dentro da rede social, já que as marcas terão, em teoria, cada vez menos exposição.

 

A mudança de algoritmo não foi bem-vinda no mercado financeiro, já que essa mudança afetará diretamente os anunciantes. Mas não precisa esquentar, esse não é o fim, viu?.

 

Mark Zuckerberg acredita que o tempo gasto dentro do Facebook diminuirá, porém, será mais valioso. Segundo ele os usuários estariam reclamando de uma possível invasão das corporações em um conteúdo mais pessoal. Viu só, tudo se trata de melhorar a experiência do usuário, mostrando conteúdos que sejam realmente relevantes e até pessoais, e menos de quem está anunciando.

 

Entenda: Seu anúncio não vai sumir, ele só vai parar de aparecer irritantemente perseguindo a pessoa com facas e ameaças de morte se ela não sentir afinidade por você. Vai ser, na verdade, melhor ainda pra quem anuncia.

 

Olha só o que muda:

 

 

Como adequar o seu planejamento após a mudança do algoritmo?

E então, como as empresas devem agir diante disto e quais são as alternativas para essas mudanças? Uma das saídas é olhar cada vez mais para outras redes, dividindo os investimentos feitos entre  outras mídias, como Google, Instagram, Youtube e etc. Outra saída, é cuidar muito bem do conteúdo e da segmentação, usando com inteligência CRMs e até mesmo o Pixel do Facebook – que a gente indica, e muito!

Além disso, as empresas também terão que investir mais nos seus próprios sites, para que eles fiquem cada vez mais usuais, recebendo o seu público de uma forma eficaz. E o principal, quanto mais perto você estiver dos seus clientes, mais os anúncios aparecerão para ele, mais ou menos da mesma forma que a rede mostra as publicações dos seus amigos mais próximos com mais frequência do que as daquele amigo que você não interage muito. Então, relacione-se!

Por isso é importante estar presente em outras mídias em que os seus clientes também estejam, assim você aumenta a possibilidade de esbarrar com ele pela rede e começar um lindo relacionamento, que tende a crescer cada vez que vocês se encontram.

 

E ai, já está pensando em mudar a sua estratégia no digital? Então fale com a gente. 😉