Nada passa mais confiança que instituições, organizações não-governamentais e outros membros do terceiro setor. Eles costumam ter fãs, seguidores e admiradores fiéis, já que seu trabalho é focado em ajudar a sociedade, sem visar fins lucrativos. Em um mundo cada vez mais conectado, é preciso manter esse relacionamento de fidelidade e confiança também nas redes sociais. Vamos falar sobre a importância disso. Follow me!

 

O Facebook

Atualmente o Facebook tem cerca de 100 milhões de usuários só do Brasil. Está todo mundo lá, até aquela tia que só manda GIF animado e correntes. Pessoas de todas as idades e classes sociais têm acesso, já que pode ser acessado de vários lugares: celular, notebook, tablet, ou computador. O cadastro é feito de forma espontânea e sem custos. Isso que é democracia!

Isso engloba quem admira e quem possa admirar o trabalho de sua instituição. Você vai estar em contato direto com pessoas que já gostam do que sua organização faz e ainda pode ganhar novos. É uma forma rápida de contato e relacionamento com todas essas pessoas.

 

Conque novos apoiadores para sua ideia

As pessoas costumam apoiar e seguir aquilo que gostam e acreditam. Ou seja, as pessoas que verem a sua página e se identificarem, vão seguir. A página Nação Nordestina, que atualmente tem cerca de 1,3 milhão de seguidores é um exemplo disso.

Ela nasceu em 2011, em uma cidadezinha do Ceará, chamada Alto Santo. Ela publica conteúdo relacionado à cultura do Nordeste, pratos típicos, entre outras coisas. A curiosidade é que sempre que aparece algum acontecimento sobre preconceito com nordestinos na mídia, o número de fãs aumenta. Ou seja, as pessoas que se identificam com essa bandeira, a seguem e defendem. Seu exército vai crescer como nunca!

 

Mantenha o contato com quem apoia a sua causa

Como as pessoas estão conectadas o tempo todo, e em algum momento elas vão querer saber mais sobre a sua organização. Um dos primeiros lugares que elas vão pesquisar, será pelo Facebook.

Além de uma forma de fidelizar seu público, vai poder manter um canal aberto de relacionamento e isso vai gerar uma necessidade de entrar em contato. Para isso, você terá um canal de contato fácil, simples e gratuito. Se sua instituição possuir uma sede, as pessoas poderão fazer check-in e promover o endereço nas redes dos seus seguidores.

Vamos para um exemplo prático. O Instituto Adventista Paranaense, instituição de ensino localizada no noroeste do Paraná. Ele consegue conversar com um público variado, desde o ensino infantil até o ensino superior, mantendo um ótimo relacionamento. Metade das pessoas que se relacionam com a página são seguidores. É uma forma eficiente e prática de se relacionar com o seu público, deixando uma boa impressão com o seu público. E olha que não vai precisar de uma boa impressora para isso.

 

Divulgue suas ideias com conteúdo

As pessoas gostam de estar informadas sobre assuntos relevantes para ela. A página de Facebook vai poder auxiliar e muito em fazer essa ponte, entre as informações da sua instituição e o seu público.

Ali você pode gerar conteúdo relevante, como álbuns de eventos, promoção de campanhas, ou até mesmo divulgar links de seu site ou blog. Você vai conseguir mais visibilidade, vai ganhar autoridade na rede e confiança do público. Isso vai ajudar a manter um bom relacionamento com seus seguidores. Aqui você vai encontrar mais dicas sobre isso.

Um exemplo disso, é o teólogo Leandro Quadros, que por meio de sua página do Facebook, consegue atrair seguidores e pessoas interessadas em seus vídeos, artigos escritos e livros. Atualmente ele possui aproximadamente 230 mil seguidores em sua página oficial. Seu conteúdo acaba sendo multiplicado por esse público que pela página chega até o site oficial, que alcança cerca de 74 mil acessos mensais.

 

Realizar ações

A página pode ser uma ótima forma de realizar ações com o seu público. Desde promover eventos, abaixo-assinados, ou até mesmo fazer arrecadação de fundos. Para este último, o próprio Facebook desenvolveu uma ferramenta muito interessante, que se chama promover ação e entre as diversas funções está o botão doar. Ele está disponível para as páginas que se classificam como “Organização sem fins lucrativos”. Todo o dinheiro arrecadado vai direto para a instituição, sem nenhum custo da plataforma. Mas, não apenas isso. Publicações, anúncios e vídeo podem ajudar em diversas ações.

A Casa Divina Providência conseguiu realizar um bom trabalho nesse sentido por meio do Facebook. Depois de um assalto, voluntários criaram uma Página para pedir doações para o abrigo de idosos. Com ajuda de anúncios do Facebook e vídeo nativo, receberam mais de R$ 80 mil, que serão usados para reforma da instituição. Muita gente quer ajudar, basta descobrir a sua causa!

 

Descobrir o perfil do seu público

Uma coisa muito importante é saber com que você está lidando, por isso precisa saber qual o perfil do seu público. Na sua página, você vai conseguir segmentar seus seguidores por cidade, idade, sexo, classe social, entre outras coisas. Consegue saber os assuntos de mais interesse em sua página, onde há mais interação entre outras coisas.

Com posse desse perfil você vai poder planejar o conteúdo a ser produzido, horários a ser veiculados, entre outras coisas. Uma recompensa pro seu trabalho duro em promover a página e criar conteúdo!

Esses foram apenas 5 motivos básicos para você ter uma página da sua organização/instituição. Claro que não é fácil e simples sair fazendo, talvez você queira uma ajuda profissional e vai querer saber 5 benefícios de se contratar uma agência de publicidade. Claro que quando você começar o trabalho da página vai ver que muito mais coisas interessantes a página pode te dar.

 

E aí, o que achou do post? Sua organização está preparada para ter uma página?