Você conhece a famosa rede social chamada Status? Conhece sim! Mas, você deve conhecê-la pelo seu nome mais famoso: Twitter. Uma rede de compartilhamento de status curtos que revolucionou o uso da internet, sendo a criadora do uso das chamadas hashtags # e trending topics. Haja conteúdo relevante!… Vamos saber um pouco mais sobre ela.

 

O começo de tudo

Tudo começou quando Evan Williams (um dos criadores do Blogger) e Biz Stone (na época na Google) criaram a Odeo, uma empresa de podcasts. A plataforma não deu muito certo, mas o trabalho em conjunto dos dois trouxe um outro fruto: o Twitter. A ideia era que a rede fosse uma rede de troca de status por SMS, por isso o nome Status. Como ao receber a atualização a pessoa recebia uma vibração (twich), pensaram em usar esse nome.

Em seguida focaram em aperfeiçoar o nome e chegaram a Twitter, que significa “uma pequena explosão de informações” ou “o gorjear dos pássaros”, de onde veio a ideia do pássaro como mascote. Assim, em março de 2006 nascia o Twitter.

 

Explosão de tweets

A rede começou a bombar de verdade depois de participarem naquele mesmo ano da SXSW (South By Southewest), festival de música, filmes e tecnologia. Naquele ano, haviam muitos empresários da área de tecnologia.

No festival foram colocadas duas telas de 60 polegadas com mensagens do Twitter sobre o evento em tempo real. O sucesso foi tão grande que de 20 mil mensagens diárias na época, a rede passou a receber 60 mil durante o evento. O que rendeu aos criadores o prêmio Web Award.

 

A #hashtag e os Trending Topics

Essa marcação atualmente utilizada em quase todas as redes sociais, surgiu em 2009 no Twitter. Foi uma sugestão de Chris Messina, desenvolvedor de softwares abertos. O símbolo utilizado em canais de chat da rede mIRC no início dos anos 2000, já era usado por programadores desde os anos 60. O símbolo foi usado para transformar uma palavra link para outra página (hiperlinkar). Bastava colocar o símbolo na frente da palavra.

Os Trending Topics (ou também Assuntos do Momento), nasceram em 2009, logo depois da criação das hashtags. As palavras e hashtags mais discutidas no Twitter são colocadas em destaque, em tempo real. A ideia veio de um aplicativo, que foi incorporado como uma ferramenta dentro da própria rede.

Posteriormente os assuntos também receberam filtros por países e cidades, chegando ao Brasil em 2010, com destaque para as grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro. Atualmente ele oferece monitoramento de 15 capitais brasileiras.

 

Twitter no Brasil

O primeiro brasileiro a usar o Twitter foi o publicitário @crisdias que começou em 2006, mas a rede do passarinho só popularizou por aqui em 2008. Já em março de 2011, segundo a comScore, a rede social tinha 94 milhões de visitas ao mês só de brasileiros. Em julho do mesmo ano, foi lançada a versão oficial em português da rede.

 

Twitter Ads

Em 2015, a rede começou a fazer anúncios direcionados, que auxiliam empresas a alcançarem suas metas de negócios. Isso vai desde o aumento do tráfego do website até a promoção da marca.

A plataforma oferece segmentação de público, com a possibilidade de alcançar nichos específicos ou se conectar a um público mais global. E tudo isso, com ferramentas que contabilizam as estatísticas de forma gratuita dentro da própria plataforma. Elas vão lhe ajudar a analisar, dimensionar e otimizar as campanhas, show!

Como você pode ver, a rede faz parte da história da internet e influenciou todas as outras redes sociais. Ela é rápida, democrática e permite anúncios segmentados. Uma ótima opção a se considerar no seu planejamento de mídias digitais.

 

E aí, o que achou? Tem perfil no Twitter? Deixe o seu comentário e segue a gente lá: @amblard.